terça-feira, 22 de Julho de 2014

COMUNICADO DA UNIÃO EUROPEIA



OPINIÃO: PAULO GOMES AO SERVIÇO DA GUINÉ

O terceiro candidato mais votado nas ùltimas eleições presidências na Guiné-Bissau, Paulo Gomes, logo depois de ter reconhecido a sua derrota e felicitado as novas Autoridades eleitos, disse estar disponivel para ajudar a Guiné-Bissau. Recusou ser Ministro, Paulo Gomes invocou como razão que existe varias maneiras de ajudar o seu País sem participar no Governo.

A pergunta agora é seguinte : como é que o Governo pode aproveitar da competência, dos contactos, da seriedade e da aura do Economista Paulo Gomes em prol do desenvovimento da Guiné ?

Para tal, o Governo deve :

  1. Identificar claramente os seus objectivos e ver em que materias Paulo Gomes pode ajudar.
  2. Identificar os eventos maiores onde as intervenções do Paulo Gomes poderão ser decisivos para alcançar financiamentos para transformação economica da Guiné, reduzir a pobreza e sustentar a estabilidade.

Na minha humilde opinião, Paulo Gomes pode ajudar na elaboração da planificação e na procura de financiamento dos sectores economicos tais como : infrastruturas, transportes, energia e industrias.

Este de dossier economico da Guiné-Bissau, serà apresentado em três forum que julgo capital porque são interconetados :

- Na proxima cimeira Estados-Unidos/Africa que decorrera dos 4 à 6 de Augusto 2014 em Washington, onde o Presidente Barack Obama recebera 46 Chefes de Estados Africanos. No dia 5 terà o encontro USA-Africa Business Forum, que passara ao pente fino as possibilidades de reforço de comercio entre USA e a Africa. Uma oportunidade para exportação dos nossos produtos agriculas, para construção das nossas infraestruturas economicas e para reforçar capacidades dos nossos homems de negocios.

Neste encontro participarão varios organismos americanos que conhecem bem o Paulo Gomes, nomeadamente o Overseas Private Investment Corporation (OPIC) que financia investimentos americanos no estrangeiro, a Africa-America Institute que financia bolsas des estudos para Africanos nos Estados Unidos, o Black Caucus que é a Associação dos Parlamentares Negro Americano que influência a politica americana na Africa via a Commissão dos Assuntos exteriores do Senado e do Secretariado de Estado Americano Adjunto encarregado dos Assuntos Africanos.

- Nas proximas Assembleias Anuais do Fundo Monetario Internacional e do Banco Mundial que terão lugar do dia 6 a 12 de Outubro 2014 em Washington. O objetivo deste encontro é duplo, permetir para que a Guiné-Bissau possa beneficiar de uma ajuda de urgência nomeadamente para o apoio orçamental e nas àreas socias como saùde, educação e saneamento do bairros, esperando a renegociação do programa de cooperação com o FMI e o Banco Mundial. Este encontro nos permitera tambem de participar na sexta conferência entre os Estados-Unidos e Africa sobre infraestruturas que tera lugar no dia 6 de Outubro.

- Esses dois encontros sustentarão a preparação ao meu ver de uma Mesa Redonda Economica par a Guiné-Bissau, que deverà ter lugar antes do mês de dezembro deste ano para permetir que os financiamentos sejam programados com o nosso principal parceiro economico, a União Europeia. 

Pedro Té

PARTIDO DEMOCRÁTICO PARA O DESENVOLVIMENTO (PDD) REALIZA O SEU PRIMEIRO ANIVERSÁRIO JÁ ESTA QUINTA-FEIRA, 24 DE JULHO CORRENTE. MUITOS PARABENS POLICIANO GOMES, O MAIS JOVEM LIDER POLÍTICO DO PAÍS. QUE "DEUS" ABENÇOE O PAÍS E OS SEUS POLÍTICOS!!!!!!!!

MISSÃO DO FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL (FMI) VISITA GUINÉ-BISSAU ENTRE OS DIAS 23 E 29 DE JULHO CORRENTE.

A finalidade da missão é:

-- Atualizar os dados macroeconómicos, incluindo o nível dos atrasados internos,

-- Avaliar as perspectivas de apoio financeiro dos parceiros de desenvolvimento,

-- Discutir um quadro de políticas para o remanescente de 2014 e,

-- Fornecer conselhos preliminares de políticas económicas com vista a reforçar a gestão das finanças públicas e evitar a acumulação de novos atrasados.

Durante a estada em Bissau, a missão terá encontros de trabalho com os Secretários de Estado do tesouro (José Dju) e do orlamento e Assuntos Fiscais ( Tomária Manjuba) e as respectivas equipas já amanhã, 23 logo no período da manhã.

No dia 25, a missão do FMI reúne-se com Secretário de Estado do Plano, Degol Mendes.

PRESIDENTE DA REPÚBLICA, JOSÉ MÁRIO VAZ REUNIU ESTA TARDE O CONSELHO SUPERIOR DA DEFESA NACIONAL. ESTA FOI A PRIMEIRA REUNIÃO DO GENERO COM JOMAV NA LIDERANÇA DO PAÍS, ENQUANTO COMANDANTE EM CHEFE DAS FORÇAS ARMADAS.

OPERAÇÃO DE CONTROLO DE VIATURAS LEVADA A CABO PELA GURDA NACIONAL E QUE HOJE CONTINUA LEVOU A APREENSÃO ONTEM DE MAIS DE 140 VIATURAS.

Estes dados foram avançado pelo Chefe da Operação, Tenente Coronel Samuel Fernandes.

Viaturas abordadas durante a operação são:

-- Com matriculas Estrangeiras (cujo proprietário é cidadão estrangeiro);

-- Com matrículas Estrangeiras (cujo proprietário é cidadão nacional);

-- Com matrículas nacionais;

-- Com matrículas IT.

De acordo com o comando das operações, para qualquer viatura presa em situação de irregularidade, é elaborado um auto de apreensão em duas vias (uma entregue ao condutor e outra fica com o agente que o atuou). Depois da operação, todos os autos em mãos dos agentes, são remetidos imediatamente para a direção geral das alfândegas, que por sua vez os remetem para o Cartório de Contencioso Aduaneiro das Alfândegas para efeito de julgamento.

Neste caso, qualquer cidadão que deseja recuperar a sua viatura ou apresentar reclamações, deve fazê-lo apenas mediante ao Cartório de Contencioso Aduaneiro que, funciona junto da Direção-Geral das alfândegas em Bissau.

Para o efeito de soltura da viatura, o cidadão recebe o "documento de soltura" no cartório e vai recupera-la  nas instalações da Guarda Nacional, mediante o pagamento da taxa de estacionamento, na ordem de 1.500,00 xof/dia.

ANO LETIVO 2013/2014: FUTURO ESTÁ HOJE EM DISCUSSÃO

O Ministério da Educação Nacional, através do Grupo Local para Educação (GLE) convocou para hoje na sala de reuniões do Palácio do Governo, um encontro com os seus principais parceiros, nomeadamente, a UNICEF, União Europeia, Banco Mundial, Plan Internacional, Embaixada de Portugal, Cooperação Espanhola e Fé e Cooperação.

Propósitos do encontro:

-- Conclusão do ano letivo 2013/2014;

-- Discussão sobre PME, Conferência de Bruxelas relativo a PME, ponto de situação e decisão sobre a fase-2 do projeto e,

-- Diversos.

X CIMEIRA DA CPLP: MENOS DE 24 HORAS PARA O SEU INICIO

Começou hoje em Díli, a XIXª reunião ordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com a presença do chefe da diplomacia da Guiné Equatorial, Agapito Mba Mokuy.

"O ministro dos Negócios Estrangeiros vai ficar no encontro até ao início do debate político", segundo a organização do encontro.

Durante o encontro, o Conselho de Ministros vai analisar a criação de um grupo para estudar a exploração e produção conjunta de hidrocarbonetos na organização. 

Timor-Leste, que assume quarta-feira a presidência da CPLP, propôs aos Estados-membros a criação de um consórcio para a exploração de hidrocarbonetos em território timorense.

O assunto vai ser hoje analisado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros da CPLP, segundo uma versão da agenda do encontro. 

Outro tema em análise vai ser a Confederação Empresarial da CPLP.
Os chefes da diplomacia vão também discutir a concessão da categoria de observador associado da CPLP à Geórgia, Namíbia, Turquia e Japão. 

Da agenda dos trabalhos, consta igualmente a apresentação do Relatório do Representante Especial da CPLP na Guiné-Bissau. 

Outros assuntos em destaque da agenda do Conselho de Ministros são a eleição do novo diretor executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa e a proposta de recondução no cargo de secretário-executivo da CPLP, o moçambicano Murade Murargy. 

Apesar do assunto não constar da agenda, o Conselho de Ministro deverá também falar sobre a possível entrada da Guiné Equatorial na CPLP, depois de terem recomendado em Fevereiro em Maputo a adesão daquele país à organização durante a cimeira de chefes de Estado.

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

CAN 2015: RESULTADOS DE JOGOS DAS ELIMINATÓRIAS DESTE FINAL-DE-SEMANA.

As eliminatórias do Campeonato Africano das Nações (CAN) de futebol de 2015 retomaram este fim de semana com os jogos da primeira mão da terceira fase.

Os vencedores dos dois jogos (primeira e segunda mãos) da terceira fase, acederão à última ronda qualificativa - "a fase de grupos" - e vão juntar-se às 21 equipas já qualificadas.

A fase de grupos vai compreender 28 equipas divididas em sete grupos de quatro equipas cada.

As eliminatórias da fase de grupos arrancam em setembro e as duas primeiras equipas de cada grupo e a melhor equipa classificada em terceiro lugar, serão automaticamente qualificadas.

Marrocos, país anfitrião do CAN de 2015, está qualificado oficialmente.

Eis os resultados dos jogos das eliminatórias:

Lesoto - 1 / Quénia - 0
Uganda - 2 / Mauritânia - 0
Congo - 2 / Rwanda - 0
Botswana - 2 / Guiné-Bissau - 0
Serra Leoa - 2 / Seicheles - 0
Benin - 1 / Malawi - 0
Tanzânia - 2 / Moçambique - 2.

X CIMEIRA DA CPLP: AGENDA DO CHEFE DE ESTADO MOÇAMBICANO QUE DETEM A PRESIDENCIA DA ORGANIZAÇÃO, CUJO TESTEMUNHO SERÁ PASSADO A TIMOR LESTE (PAÍS ANFITRIÃO DA CERIMÓNIA).


A capital de Timor-Leste, Díli, já entrou na recta final dos preparativos da X Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) a ter lugar na próxima quarta-feira, evento que marca a passagem da presidência rotativa da organização de Moçambique para o país anfitrião, que terá a missão de dirigir os seus destinos durante os próximos dois anos.
Para o efeito, é esperado na próxima terça-feira, em Díli, o Chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza, que para além de participar naquele evento magno da CPLP, tem agendado alguns encontros com as autoridades locais e com a comunidade moçambicana residente em Timor-Leste.

Segundo o programa distribuído à imprensa moçambicana pelo Gabinete da Presidência da República, Guebuza desembarca na capital maubere as 14:20 horas locais (07:20 horas de Maputo), devendo, momentos depois, reunir-se com a delegação moçambicana que participa na Cimeira e, de seguida, manter um encontro de cortesia com o Primeiro-Ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão.

No mesmo dia, o estadista moçambicano deverá participar na cerimónia de inauguração da Ponte da CPLP, uma infra-estrutura recentemente construída na principal via e que liga o aeroporto ao centro da cidade, e, pelas 19:30 horas, tomar parte no Banquete de Estado, por ocasião do evento.

A quarta-feira será um dia reservado aos trabalhos da Cimeira que vai decorrer sob o lema “CPLP e a Globalização”, durante a qual o estadista moçambicano deverá passar o testemunho da presidência a Timor-Leste.

Na manhã de quinta-feira, Guebuza tem agendado um encontro de cortesia com o seu homólogo do Timor-Leste, Taur Matan Ruak, e com o antigo Primeiro-Ministro e Secretário-Geral da FRETILIN, Mari Alkatiri.

Esta X Cimeira deverá ficar marcada pela admissão da Guiné Equatorial como membro de pleno direito da organização e pelo regresso da Guiné-Bissau, que se encontrava suspensa na sequência do golpe de estado ocorrido em 2012.

No mesmo dia, o Presidente da República reúne-se com a comunidade moçambicana residente neste país, para depois conceder uma conferência de imprensa aos jornalistas que o acompanham nesta Cimeira, antes de deixar Díli, a tarde, de regresso a Maputo.

Entretanto, na capital timorense continuam a decorrer os preparativos da Cimeira, tanto em relação aos programas de carácter oficial como também às actividades paralelas ao evento.

Aliás, a preparação da Cimeira incluiu encontros de Pontos Focais da Cooperação, do Grupo Técnico do Comité de Concertação Permanente, que antecedem a reunião dos Embaixadores da CPLP agendada para segunda-feira.

Na terça-feira terá lugar a reunião do Conselho de Ministros da organização, que vai debater as propostas finais nos vários domínios a serem submetidos à Conferencia dos Chefes de Estado e de Governo.

No que concerne as actividades paralelas destaca-se as feiras de artesanato e do livro, esta última a ser visitada pelos Chefes de Estado e de Governo participantes na Cimeira.

Timor-Leste pretende que seja uma montra da realidade cultural do país, que, a semelhança de Moçambique, viveu sob colonização do então regime fascista português até 1975, antes da sua invasão e ocupação pela vizinha Indonésia.

A realização da Cimeira da CPLP em Timor-Leste é vista como um incentivo para a promoção da língua portuguesa no país. Apesar de o português ser uma língua oficial, juntamente com o tétum, é falada apenas por 25 por cento dos timorenses, segundo estatísticas de 2010. A língua mais falada no país é o tétum, seguindo-se o bahasa.

Durante a estadia em Díli, AIM constatou que são muitos os desafios para a divulgação da língua portuguesa, que, por sinal, é o principal alicerce da integração dos países e povos pertencentes a CPLP, em todos os seus domínios.

Nas ruas, estabelecimentos comerciais e locais de lazer pouco se ouve falar o português, até mesmo a comunicação com as populações locais através destra língua tem sido difícil, sendo necessário o recurso a linguagem gestual.

Alguns residentes de Díli têm manifestado muita simpatia para com os moçambicanos, o que pode ser explicado pelo facto de Moçambique ter servido de retaguarda dos nacionalistas da FRETILIN durante os anos de resistência contra os invasores indonésios.

Criada a 17 de Julho de 1996, a CPLP integra Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. O Timor Leste foi admitido na CPLP em 2002, depois do fim da ocupação da Indonésia.

Por Damião Trape em Dili.

RUAS DE BISSAU ESTÃO A FERRO E FOGO COM A OPERAÇÃO STOP LEVADA A CABO HOJE PELOS AGENTES DA GUARDA NACIONAL PARA APREENSÃO DE VIATURAS NÃO LEGALIZADAS (DESPACHADAS DEVIDAMENTE).

IX LEGISLATURA: PROGRAMA DO GOVERNO E ORÇAMENTO GERAL DO ESTADO DO EXECUTIVO LIDERADO POR DOMINGOS SIMÕES PEREIRA ESTARÁ EM DEBATE E POSTRIORMENTE SUBMETIDO A VOTAÇÃO ENTRE OS DIAS 25 E 29 DE AGOSTO PRÓXIMO. O ANÚNCIO FOI FEITO HOJE PELO PRESIDENTE DA ANP, CIPRIANO CASSAMÁ A MARGEM DE UMA AÇÃO DE CAPACITAÇÃO DESTINADA AOS PRLAMENTARES EM MATÉRIA DA ORGANIZAÇÃO INTERNA DO PODER POLÍTICO, DIREITOS HUMANOS E GÉNERO.

Simões Pereira vai ser submetido assim a "TERCEIRA" grande prova da sua vida política, depois de vencer as duas primeiras (Congresso do PAIGC em Cacheu e as eleições legislativas e presidenciais enquanto presidente do partido).

X CIMEIRA DA CPLP: 48 HORAS PARA O SEU INICIO NO SOLO ASIÁTICO PELA PRIMEIRA VEZ



A cimeira dedicada ao tema, "CPLP e a Globalização" que decorrerá entre os dias 23 e 25 de Julho, deverá ficar marcada pela entrada da Guiné-Equatorial e pelo regresso da Guiné-Bissau, após suspensão decretada na sequência do golpe de Estado de 2012 e ainda pela passagem da presidência a Timor-Leste.

Hoje, 21 vai ter lugar a reunião do Comité de Concertação Permanente, e terça-feira - 22, a de Conselho de Ministros. 

Desde 17 de Julho último, o Presidente da Guiné-Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Nbasogo e a sua comitiva que, inclui 82 pessoas chegaram a Dili. 

Além de Teodoro Obiang, vão chegar ao país a partir de hoje, os Chefes de Estado de Cabo Verde (Jorge Carlos Fonseca), São Tomé e Príncipe (Manuel Pinto da Costa), Moçambique, (Armando Guebuza) e de Portugal (Aníbal Cavaco Silva).

Angola vai estar representada pelo vice-presidente, Manuel Vicente, a Guiné-Bissau pelo primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira e o Brasil, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Alberto Figueiredo Machado. 

Segundo as autoridades timorenses, são esperadas mais de oitocentas pessoas na capital para participarem nos trabalhos da cimeira. 

A cidade foi toda melhorada desde as estradas aos jardins e por todo o lado foram postas bandeiras dos Estados-membros da CPLP.
A garantir a segurança de todos vão estar mil e trezentos polícias e militares, segundo o Secretário de Estado da Segurança, Francisco Guterres. 

Para facilitar a participação da população no evento, que vai ter transmissão direta na televisão nacional, o governo de Timor-Leste decretou tolerância de ponto para os dias 22 e 23, se trata da primeira cimeira da CPLP a realizar no continente asiático.

domingo, 20 de Julho de 2014

MOVIMENTO PRO-FUTEBOL

Meus Caros!
A Guiné-Bissau acaba de voltar ao concerto das nações dois anos depois de um fatídico golpe de estado que deixou o pais de rasto.
A Guine já esteva na cimeira da UA em MALABO dos PALOP em Luanda da CEDEAO em Acra e agora da CPLP em Díli, para alem das consultas que o Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira efetuou em Bruxelas no âmbito da União Europeia e em Lisboa-Portugal.
Há toda uma necessidade de organizarmos o nosso Pais no âmbito deste vento da mudança que paira, e o futebol também não deve fugir a regra.
Por ser um desporto de massa, futebol tem sido ponte entre as diferentes franjas da sociedade, motivos de alegria e de melancolia dos povos, portanto esta em curso a criação de um movimento PRO-FUTEBOL na Guiné-Bissau.
O nosso objetivo não é atingir as pessoas, pois somos mais do que isto, mas sim de catapultar o futebol Guineense a semelhança daquilo que aconteceu nos outros países que por sinal têm menos valores que os nossos.
Desde um simples amante de futebol, passando pelos próprios futebolistas, antigos jogadores de futebol, clubes, associações, dirigentes desportivos, jornalistas, profissionais liberais, operários, políticos membros da sociedade civil, estão todos convocados para esta luta nobre que agora atiçamos.
O que aconteceu com a viagem da seleção da Guiné-Bissau a Gaberone é inadmissível, facto que envergonha a nação inteira sem contar com a desorganização que temos assistido ao longo do tempo.
MOVIMENTO PRO-FUTEBOL PARA UM AMBIENTE ORGANIZADO E COMPETITIVO
CALIFA SOARES CASSAMÀ
JORNALISTA/PROMOTOR

PRESIDENTE DA REPÚBLICA, JOSÉ MÁRIO VAZ AINDA NÃO SE MUDOU PARA O PALÁCIO DA REPÚBLICA COMO TINHAMOS ANUNCIADO.

A razão soube o "PN" tem a ver com falta de quase tudo (coisas básicas):

-- falta de talheres, pratos, copos, toalhas de cama etc...etc...

Situação caricata, já que tudo lá estava quando o outro Presidente de Transição lá vivia, ou será que, foi Nhamadjo quem comprou tudo com o dinheiro do próprio bolso? Se for o caso, que o JOMAV faça um pequeno esforço e compre também.

SOBRE O CANCELAMENTO  DA PRESIDÊNCIA ABERTA:

Soube o "PN" que se deve a dois fatores fundamentais:

-- Fortes e constantes chuvas que têm caído nois últimos dias e,

-- A não nomeação ainda dos novos Governadores Regionais e Administradores Setoriais.

JÁ ESTAMOS EM CONTAGEM DECRESENTE PARA A HISTÓRICA CONFERÊNCIA DA CPLP A REALIZAR-SE EM DILI - TIMOR-LESTE, ENTRE OS DIAS 23 E 25 DE JULHO CORRENTE.



A X conferência de Chefes de Estado e de Governo dos países de Língua Portuguesa (CPLP) vai decorrer no próximo dia 23 de Julho, em Díli, Timor-Leste, sob o tema “A CPLP e a Globalização”.

Organizada pela República Democrática de Timor-Leste, esta é a primeira cimeira da CPLP que se realiza no continente asiático.

A preceder a X CCEG, estão previstas outras reuniões estatutárias, nomeadamente:
  • 22 de Julho -  XIX Reunião Ordinária do Conselho de Ministros;
  • 21 de Julho - 175º Comité de Concertação Permanente;
  • 18 e 17 de Julho - XXIX Reunião de Pontos Focais de Cooperação.

Conferências de Chefes de Estado e de Governo CPLP, quando e onde foram realizadas:


sábado, 19 de Julho de 2014

DSP JÁ SE ENCONTRA EM DILI


O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, irá substituir o presidente guineense, José Mário Vaz, na X Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP), que decorrera em Díli, capital de Timor-Leste, entre 23 a 25 deste mês.

A notícia é avançada pela PNN>/i>, que cita fonte da presidência, não sendo conhecido o motivo da ausência de José Mário Vaz.

Também a presidência aberta, que deveria ter início esta sexta-feira, foi cancelada, estando ainda por definir a nova data.

As fortes chuvas que se fazem sentir nos últimos dias estarão na base do adiamento da presidência aberta.

20:09 - 18-07-2014